CORREFERÊNCIA ANAFÓRICA E INTERPRETAÇÃO DE QUANTIFICADORES UNIVERSAIS

Mercedes Marcilese, Erica dos Santos Rodrigues

Resumo


O presente artigo explora os processos envolvidos na retomada anafórica de uma representação conceitual (coletiva ou distributiva), resultado de uma operação de quantificação que envolve o mapeamento de dois conjuntos e as relações estabelecidas entre eles. Com base no mecanismo de retomada, é investigada a interpretação preferencial associada aos quantificadores universais todo(s) e cada no PB. O custo de retomada do pronome anafórico se mostrou diferenciado para cada um dos itens pesquisados. Os resultados experimentais vão de encontro aos estudos prévios e sugerem que, enquanto expressões quantificadas com todos e cada remetem a interpretações coletivas e distributivas, respectivamente, o quantificador todo apresenta um padrão menos definido.

Palavras-chave


correferência anafórica; quantificadores universais; interpretações coletivas/distributivas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2014n49a9

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).