HOMENS E MULHERES NO DISCURSO POLÍTICO: QUEM “VOTA WILSON”?

ceres ferreira carneiro

Resumo


Discutimos neste artigo a retomada de já-ditos sobre a formação da família brasileira no discurso político do então candidato ao governo do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, na última eleição, a partir da análise discursiva de um fragmento do jingle utilizado durante a sua campanha.

 


Palavras-chave


discurso político; família nuclear; gênero.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. Notas sobre a Família no Brasil. IN: ALMEIDA, A.M.et al (orgs.) Pensando a Família no Brasil. Rio: Espaço e Tempo/UFRRJ/RJ, p. 53- 66, 1987.

ARIÈS, P. História Social da Criança e da Família. Rio de Janeiro/RJ: LTC Editora, 1981.

CARNEIRO, C. “A culpa (não) é da outra”? O discurso sobre triângulos amorosos no “consultório sentimental” da revista Claudia. Tese de doutorado, UFF/RJ, 2018.

COURTINE, J. J. Análise do discurso político: o discurso comunista endereçado aos cristãos. São Carlos/SP: EDUFSCAR, 2009.

COURTINE, J. J. (1999). O Chapéu de Clémentis. Observações sobre a memória e o esquecimento na enunciação do discurso político. In: INDURKY, Freda. (org.). Os múltiplos territórios da análise do discurso. Porto Alegre/RS: Editora Sagra Luzzato.

MAGALHÃES, B. R. C. Lógica Capitalista e Patriarcado. IN: Gilmaísa M Costa; Edlene Pimentel; Norma Alcântara; Reivan Souza. (Org.). Crise Contemporânea, Desafios do Conhecimento e Lutas Sociais. Maceió/AL: Edufal, 2017, v. 1, p. 1-354.

MALDIDIER, D. A inquietação do discurso: (re)ler Michel Pêcheux hoje. Campinas/SP: Pontes, 2003.

ORLANDI, E.P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas/SP: Pontes, 2015.

PÊCHEUX, M. [1969]. Análise Automática do Discurso. IN: GADET, F. & HAK, T.(org.). Por uma análise automática do discurso. Campinas/SP: UNICAMP, 2014.

PÊCHEUX, M. [1975]. A propósito de uma análise automática do discurso. IN: GADET, F. & HAK, T.(org.). Por uma análise automática do discurso. Campinas/SP: UNICAMP, 2014.

PÊCHEUX M. Semântica e discurso: Uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas/SP: Ed. Unicamp, 2014.

PERROT, M. Figuras e Papéis. IN: História da Vida Privada. vo. 4: da Revolução Francesa a Primeira Guerra/ sob dir. de Michelle Perrot (et al); tradução de Denise Bottman, partes 1 e 2; Bernardo Joffily, partes 3 e 4. São Paulo: Cia da Letras, 1991.

ROUDINESCO, E. A família em (des)ordem. Rio de Janeiro/RJ: Jorge Zahar Editor, 2003.

VERONA, E. M. Da feminilidade oitocentista. São Paulo/SP: Ed, Unesp, 2013.

Site:

https://www.youtube.com/watch?v=uwjVKwftokc. Acesso em: 05/04/2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2019n59a701

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).