Entre direito e vontade: a reivindicação de surdos por uma educação bilíngue

Angela Corrêa Ferreira Baalbaki

Resumo


O presente artigo busca analisar, a partir do quadro teórico-metodológico da Análise do Discurso materialista, os processos identitários produzidos em um documento elaborado por surdos, em 2006, em um encontro realizado na reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O principal ponto do documento é a reivindicação de educação bilíngue para surdos no Brasil.


Palavras-chave


Análise do Discurso; educação bilíngue para surdos; marcas de pessoa.

Texto completo:

PDF

Referências


AUTHIER-REVUZ, J. Palavras Incertas – as não-coincidências do dizer. Campinas: Unicamp, 1998.

XXXXXXXX. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, nº 53, 2016.

XXXXXXXX. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx v. 27/28, 2011.

BENVENISTE, E. Problemas de linguística geral. São Paulo: Companhia Editora Nacional/Edusp, 1966.

BRITO, F. B. O movimento social surdo e a campanha pela oficialização da língua brasileira de sinais. 2013. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

FERREIRA, M. C. L. Da ambiguidade ao equívoco: a resistência da língua nos limites da sintaxe e do discurso. Porto Alegre: Editora da Universidade - UFRGS, 2000.

INDURSKY, F. A fala dos quartéis e as outras vozes. Campinas, SP, Editora da Unicamp, 1997.

MARIANI, B. O PCB e a imprensa: os comunistas no imaginário dos jornais (1922-1989). Rio de Janeiro: Renavan; Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1998.

MIRANDA, W. O. A experiência e a pedagogia que nós surdos queremos. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós – Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2007.

NUNES, J. H. A divulgação científica no jornal: ciência e cotidiano. In: GUIMARÃES, E. (org.) Produção e circulação do conhecimento: política, ciência, divulgação. Campinas: Pontes Editores, 2003, p.43-62.

ORLANDI, E. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. 2 ed. Campinas: Pontes, 2005.

_____. A leitura proposta e os leitores possíveis. In: __ (org.). A leitura e os leitores. 2ed. Campinas, SP: Pontes, 2003, p.7-24.

_____. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. 2 ed. Campinas: Pontes, 2000.

PAYER, M. O. A interdição da língua dos imigrantes (italianos) no Brasil: Condi- ções, Modos, Consequências. In: ORLANDI, E. P. (Org.). História das Ideias Linguísticas - Construção do Saber Metalinguístico e Constituição da Língua Nacional. Campinas e Cáceres: Pontes e Unemat Editora, 2001, p. 235-256.

PÊCHEUX, M. Análise Automática do Discurso. In: GADET, F. e T. HAK (Org.) Por uma análise automática do discurso – uma introdução à obra de Michel Pêcheux.. Campinas: UNICAMP, 1997, p. 61-161.

_____. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas. Editora da Unicamp, 1988.

PFEIFFER, C. C. Bem dizer e retórica: um lugar para o sujeito. 2000. 183 f. Tese (Doutorado em Linguística). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, 2000.

ZOPPI FONTANA, M. G. Identidades (in)formais. Contradição, processos de designação e subjetivação na diferença. Organon (UFRGS), Porto Alegre, v. 17, n.35, p. 245-282, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2018n57a609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).