O dispositivo implicado no trabalho da sala de leitura nas escolas municipais de Belém (PA): alguma coisa está fora da ordem?

Aline Batista Rodrigues, Fátima Cristina da Costa Pessoa

Resumo


Com base nos fundamentos postulados por Michel Foucault sobre as práticas discursivas, busca-se compreender, em relação ao processo de leitura no contexto escolar, quais enunciados dão sustentação ao trabalho realizado nas salas de leitura nas escolas municipais de Belém (PA). Para isso, foram analisados documentos oficiais que constituem o dispositivo de controle organizado pela Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), os quais instituem modos de produção do trabalho docente.


Palavras-chave


Práticas discursivas; Dispositivo de controle; Sala de leitura.

Texto completo:

PDF

Referências


BELÉM, Lei nº 4107 de 07 de agosto de 1989. Cria a Secretaria de Educação e Cultural do Município de Belém. Diário Oficial do Município de Belém de 09 de agosto de 1989.

BELÉM. Relatórios de Gestão 1992-1996 do DEB (Departamento de Educação Básica): organização administrativa-pedagógica do município de Belém, 1996.

BELÉM. Cadernos de Educação nº 01. Secretaria Municipal de Educação. Belém, outubro de 1999a.

BELÉM. Resolução nº 017/99 – CME. Dispões sobre o ingresso na modalidade de Ensino Fundamental de Jovens e Adultos na Rede de Ensino do Município de Belém. Diário Oficial do Município de Belém de 29 de dezembro de 1999b.

BELÉM, Lei nº 8.520, de 02 de junho de 2006. Institui nas Escolas Públicas Municipais a atividade extracurricular de Leitura de Jornais e Revistas em Sala de Aula e Sala de Leitura, e dá outras providências. Diário Oficial do Município de Belém de 02 de junho de 2006.

BELÉM. Portaria nº 043/2011 – GABS/SEMEC. Regulamenta o cumprimento da Hora Pedagógica pelos professores da Rede Municipal de Educação e dá outras providências. Diário Oficial do Município de Belém de 01 de fevereiro de 2011a.

BELÉM. Resolução nº. 31/2010 – CME. Dispõe sobre habilitação docente para o Ensino Religioso e procedimentos para definição de conteúdos na escolas da Rede Municipal de Ensino de Belém e dá outras providências. Diário Oficial do Município de Belém de 10 de janeiro de 2011b.

BELÉM. Instrução Normativa, nº 01, de 27 de dezembro de 2010. EMENTA: Orienta a Secretaria Municipal de Educação de Belém e escolas da Rede Municipal de Ensino quanto à definição dos conteúdos de Ensino Religioso e organização de atividades alternativas para o alunos não optantes da disciplina em consonância com a Resolução nº. 31/2010 – CME. Diário Oficial do Município de Belém de 10 de janeiro de 2011c.

BELÉM. Relatório de Gestão 2005 – 2012: implantação e inovação de bibliotecas escolares na rede municipal de Belém, 2012.

BELÉM. Portaria nº 0071/2015 – GABS/SEMEC. Dispõe sobre os critérios a serem adotados para a lotação de pessoal da Secretaria Municipal de Educação de Belém e dá outras providências. Diário Oficial do Município de Belém de 20 de março de 2015.

BELÉM. Portaria nº 0.701/2016 – GAB/SEMEC. Instituir as Diretrizes para o Projeto Pedagógico de Leitura da Rede Municipal de Educação de Belém. Diário Oficial do Município de Belém de 06 de abril de 2016.

BRASIL. Decreto-Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o Ensino de 1º e 2º graus e dá outras providências. Diário Oficial da União de 12 de agosto de 1971.

BRASIL. Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e Bases para a Educação Nacional. DOU de 23 de dezembro de 1996.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Contagem Populacional. 1990. Disponível em: <>.http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/popul/default.asp?t=3&z=t&o=22&u1=1&u2=1&u4=1&u5=1&u6=1&u3=34>. Acesso em: jan. 2017.

CABRAL, Maria do Socorro Monteiro. Programa de Formação Continuada de Professores dos Ciclos Iniciais da Rede Municipal de Belém. A Experiência Formativa da Pesquisa e Elaboração Própria (2005/2007). Dissertação de Mestrado. UEPA, 2008.

DELEUZE, Gilles. (1986) Foucault. São Paulo: Brasiliense, 2013.

DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica – para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

FOUCAULT, Michel. (1975) Vigiar e punir. Rio de Janeiro: Vozes, 2000

_________________. (1970) A Ordem do Discurso. Aula Inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. 19.ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

_________________. (1969) A arqueologia do saber. Tradução Luiz Felipe Baeta Neves. 5 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

_________________. (1976) História da sexualidade I: a vontade de saber. Tradução Maria Thereza da Costa Albuquerque e José Augusto Guilhon de Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal, 2015.

GONÇALVES, Carlos Luiz; PIMENTA, Selma Garrido. Revendo o ensino de 2º grau: propondo a formação de professores. São Paulo: Cortez, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2018n57a595

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).