Maternidades bárbaras: o corpo do excesso em Medeia

Maria Fernanda Garbero

Resumo


Este estudo propõe uma leitura da personagem Medeia a partir de sua elaboração como filicida voluntaria na tragédia homônima de Eurípides, apresentada em 431 a.C. Ao tomar como base essa maternidade para as discussões que pretendemos traçar, interessa-nos pensar em algumas leituras que se constroem paralelamente a respeito do corpo bárbaro e sua potência excessiva.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2018n56a540


Palavras-chave


Medeia; maternidade; bárbaro.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Tradução de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S.A, 1989.

________. A dominação masculina. Tradução de Maria Helena Kuhner. Rio de Janeiro: Record, 2014.

BRANDÃO, Junito Souza. Helena: o eterno feminino. Petrópolis: Editora Vozes, 1989.

BUIS, Emiliano Jerónimo; CIDRE, Elsa Rodríguez (orgs.). La pólis sexuada. Buenos Aires: Editoral de la Facultad de Filosofía y Letras Universidad Buenos Aires, 2011.

EURÍPIDES, Medeia. Tradução Trajano Vieira. São Paulo: Editora 34, 2010.

_______. Medeia. Edição preparada pelo grupo Trupersa e dirigida por Tereza Virgínia Ribeiro Barbosa. São Paulo: Ateliê Editorial, 2013.

ENGELS, Friedrich. A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado. Tradução de Leandro Konder. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

FREUD, Sigmund. “O Estranho”. Edição Standard Brasileiras das Obras Completas de Sigmund Freud, v. XVII. Rio de Janeiro: Imago, 1919/1974

FERREIRA, Luísa de Nazaré. “A fúria de Medeia”. In: Humanitas, v.XLIX, 1997.

GOUVÊA JR, Márcio Meirelles. Medeias latinas. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2014.

JAEGER, Werner. Paideia: a formação do homem grego. Tradução de Arthur M. Parreira. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

JASON, Tore. A história das línguas: uma introdução. Tradução de Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2015.

MITCHELL, Lynette. Panhellenism and the Barbarian in Archaic and Classical Greece. Swansea: The Classical Press of Wales, 2007.

RINNE, Olga. Medeia: o direito à Ira e ao Ciúme. Tradução de Margit Martincic e Daniel Camarinha da Silva. São Paulo: Cultrix, 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2018n56a540

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).