Porta dos fundos: análise semiótica de um projeto transmidiático

Alexandra Robaina dos Santos

Resumo


As narrativas transmídias (Jenkins, 2009) se caracterizam pelo comportamento migratório do público, que se desloca pelas diferentes plataformas em busca de elementos de uma narrativa. Neste trabalho, lançamos mão da proposta designada semiótica das Práticas, para descrever, em diferentes níveis de pertinência, as estratégias mobilizadas no projeto transmídia da franquia Porta dos Fundos.

---

 

DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2017n54a430


Palavras-chave


narrativas transmidiáticas semiótica das práticas; experiência transmídia.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

• DIONÍSIO, Angela Paiva. Gêneros Multimodais e Multiletramento. In: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz (Org). Gêneros Textuais: reflexões e ensino. Palmas e União da Vitória: Kaygangue, 2005.

• FECHINE, Yvana; GOUVEIA, Diego; ALMEIDA, Cecilia; COSTA, Marcela; ESTEVÃO, Flávia. Como pensar os conteúdos transmídias na teledramaturgia brasileira? Uma proposta de abordagem a partir das telenovelas da Globo. In: LOPES, Maria Immacolata Vassallo de (org.). Estratégias de Transmidiação na Ficção Televisiva Brasileira. Porto Alegre: Sulina, 2013. p. 19-60.

• FECHINE, Yvana. “Transmidiação e cultura participativa: pensando as práticas textuais de agenciamento dos fãs de telenovelas brasileiras”. Disponível em: http://compos.org.br/encontro2014/anais/Docs/GT14_PRATICAS_INTERACIONAIS_E_LINGUAGENS_NA_COMUNICACAO/yvanafechine_compos2014_revisado_2268.pdf. , 2014.

• FRIEDMAN, T.L. The world is flat: a brief history of the twenty-first century. New York: Farrar, Straus & Giroux, 2005.

• GREGOLIN, M. R. Análise do discurso e mídia: a (re)produção de identidades. In: Comunicação, mídia e consumo, São Paulo, v.4, n.11, p.11-25, nov. 2007.

• FIORIN, José Luiz. As Astúcias da enunciação: as categorias de pessoa, tempo e espaço. São Paulo: Ática, 2010.

• __________. “A semiótica Discursiva”. In: LARA, Glaucia Muniz Proença; MACHADO, Ida Lucia; EMEDIATO, Wando. (Org.). Análises do discurso hoje, volume 1. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

• _________________. Elementos da Análise do Discurso. 15. ed. São Paulo: Contexto, 2011.

• GITELMAN, Lisa. Always Already New: Media history and the data of culture. Massachusetts: Mit press, 2006.

• GREIMAS, Algirdas Julien; & COURTÈS, Joseph. Dicionário de Semiótica. São Paulo: Cultrix, 1979.

• JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

• ______________. Transmedia Storytelling. In: Technology Review, 2003. Disponível em: http://www.technologyreview.com/biomedicine/13052/page3/.

• ______________. Spreadable media: creating value and meaning in a networked culture. New York: New York University Press, 2013.

• O’REILLY, Tim. What is web 2.0. , 2005. Disponível em: www.oreilly.com/pub/a/web2/archive/what-is-web-20.html . Acessado em: 01 MAIO 2017

• PORTELA, Jean Cristtus. Conversation avec Jacques Fontanille. Revista Alfa. n. 50, v. 1. UNESP, 2006. p. 159-186. Disponível em: http://seer.fclar.unesp.br/alfa/article/view/1401. Acessado em: 30 Agosto 2015.

• __________________. Síntese da gramática tensiva. Significação. Revista Brasileira de Semiótica. São Paulo: ECA-USP/Annablume, 25: 163-204, 2006.

• ___________________. Elementos de Semiótica Tensiva. Trad. Ivã Carlos Lopes, Luiz Tatit, Waldir Belvidas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2017n54a430

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).