The return of the native de Thomas Hardy: Eustacia Vye ou o bovarismo encarnado no Wessex”

Thierry Goater

Resumo


Thomas Hardy é um dos grandes romancistas ingleses do final da era vitoriana. Entre os seus romances mais célebres, podemos citar Far from the Madding Crowd, The Return of the Native, The Mayor of Casterbridge, Tess of the d’Urbervilles, ou ainda Jude the Obscure. Embora não tenha sido diretamente influenciado pela estética de Gustave Flaubert, Hardy foi, em compensação, muito inspirado pela heroína de Madame Bovary. Com efeito, muitas personagens femininas de Hardy, em seus romances ou novelas, sofrem, em diferentes graus, de bovarysmo, essa moléstia da imaginação, e da afetividade, que caracteriza Emma Bovary. Este artigo se propõe evidenciar uma forma de posteridade da personagem flaubertiana, através de Eustacia Vye, a heroína de The Return of the Native, demonstrar de que maneira ela constitui, não uma pálida cópia, mas uma variação original de um modelo essencial da literatura ocidental. 

Palavras-chave


Bovarismo, Thomas Hardy, Flaubert.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2016n53a341

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).