VARIEDADE LINGUÍSTICA E ENSINO DE LÍNGUA ITALIANA: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA

Elisabetta Santoro, Graziele Altino Frangiotti

Resumo


Este artigo apresenta uma pesquisa, cujo objetivo central foi verificar se aprendizes brasileiros, que estudam italiano em contextos de instrução formal há, no mínimo, um ano, possuem competência sociolinguística receptiva, que lhes permita identificar as variedades de italiano e os dialetos presentes em seis cenas de um filme italiano. Os resultados revelam que, no grupo pesquisado, essa competência não é suficientemente desenvolvida e sugerem que seria desejável dedicar mais espaço a esse aspecto da língua.


Palavras-chave


variedade linguística; ensino de italiano; competência sociolinguística.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2013n47a323

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).