MAIS REALISTAS DO QUE O REI: O NORMATIVISMO IRREAL DOS LIVROS DIDÁTICOS DE PORTUGUÊS

Marcos Bagno

Resumo


Apesar dos muitos avanços no ensino de língua materna no Brasil nos últimos anos, o tratamento dado pelos livros didáticos de português aos conhecimentos linguísticos ainda se vincula a uma pedagogia de transmissão acrítica das prescrições normativas tradicionais. A partir de uma análise de 24 coleções desses livros, evidencia-se o hipernormativismo dessas obras, mais estrito do que o da própria tradição normativa.


Palavras-chave


ensino de português; livros didáticos; normativismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2013n47a321

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).