Ensino de línguas com refugiados: implicações éticas, políticas e conceituais em tempos de biopoder

Poliana Coeli Costa Arantes, Bruno Deusdará, Décio Rocha

Resumo


Neste artigo, discutem-se implicações éticas e políticas do trabalho de ensino de língua portuguesa dirigido a sujeitos refugiados no Rio de Janeiro, assumindo-se uma abordagem enunciativa da linguagem, que toma por base práticas discursivas assentadas em uma pers­pectiva dialógica. Nesse contexto, será destacada a di­mensão intercultural que preside à dinâmica de produ­ção de materiais didáticos. 


Palavras-chave


Refugiado; política linguística para o ensino de língua portuguesa; produção de material didático.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Trad. de Vinícius N. Honesko. Chapecó: Argos, 2010.

_____. O que resta de Auschwitz. Trad. de Selvino J. Assman. São Paulo: Boitempo, 2008.

_____. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua I. Trad. de Henrique Burigo. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007.

AGUIAR, K. F.; ROCHA, M. L. Micropolítica e o Exercício da Pesquisa-intervenção: Referenciais e Dispositivos em Análise. Psicologia: ciência e profissão, 2007, 27 (4), 648-663.

AMORIM, Marilia. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas ciências humanas. São Paulo: Musa Editora, 2004.

ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas. Tradução Denise Bottman. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

AUTOR 1; AUTOR 2. XXXXXXXXXXX, 2015.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2004.

____. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

CLOT, Yves & FAÏTA, Daniel. Genres et styles en analyse du travail: concepts et méthodes. Travailler, 4, p.7-42, 2000.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). Trad. de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

_____. História da sexualidade I: a vontade de saber. Trad. de Maria Thereza da C. Albuquerque e J. A. G. Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal, 1980.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

_____. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. Campinas: Papirus, 1990.

KASTRUP, V. A cognição contemporânea e a aprendizagem inventiva. In: KASTRUP, V.; TEDESCO, S.; PASSOS, E. (org). Políticas da cognição. Porto Alegre: Sulina, 2008.

KNOBLOCH, F. “Impasses no atendimento e assistência do migrante e refugiados na saúde e saúde mental”. Psicologia USP, 2015, v. 26, n. 2, 169-174.

MAINGUENEAU, Dominique. Novas Tendências em Análise do Discurso. São Paulo: Campinas: Pontes, 1989.

_____. Análise de textos de comunicação. Trad. Cecília P. de Souza-e-Silva e Décio Rocha. São Paul: Cortez, 2001.

______. Gênese dos discursos. Trad. Sírio Possenti. Curitiba: Criar edições, 2005.

PASSOS, E.; R. B., BARROS. A Construção do Plano da Clínica e o Conceito de Transdisciplinaridade. Psicologia: Teoria e Pesqquisa, Brasília, jan-abr 2000, Vol. 16 n. 1, pp. 071-079.

PAULON, S. M. A Análise de Implicação como Ferramenta na Pesquisa-intervenção. Psicologia & Sociedade, 17 (3), 18-25, set-dez: 2005.

PETTER, Margarida. Introdução à Linguística Africana. São Paulo: Conexto, 2015.

AUTOR 3 . XXXXXXXXXXX, 2011.

AUTOR 3 ; AUTOR 2. XXXXXXXXXXX, 2010.

ROCHA, M. L.; AGUIAR, K. F. “Pesquisa-Intervenção e a Produção de Novas Análises”. Psicologia: ciência e profissão, 2003, 23 (4), 64-73.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2016n53a306

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).