Tornar-se professor de francês no Brasil: a experiência do projeto les crabes para a implementação de políticas públicas linguísticas

Joice Armani Galli, Lorena Kathy Valentim Santos

Resumo


Refletir sobre o ensino-aprendizado de línguas estrangei­ras no Brasil implica discutir políticas linguísticas. Tal re­flexão convida-nos a buscar uma articulação entre poder público, formação superior e sala de aula. Sob a perspec­tiva de língua enquanto prática social de interação, o pre­sente trabalho propõe-se a discutir projetos alternativos para a implementação de currículos plurais e inclusivos. 


Palavras-chave


Políticas linguísticas; línguas estrangeiras; francês.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2016n53a271

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).