O tratamento dado à leitura na fase final do Ensino Fundamental I: entre o real e o ideal

Samara Moço Azevedo, Bianka Pires André

Resumo


Entendendo a leitura como uma atividade primordial para a formação social do aluno, pesquisou-se como se dão as práticas de leitura em sala de aula e quais as suas influências no processo de ensino e aprendizagem. Este estudo foi realizado em uma escola municipal de Cam­pos dos Goytacazes com o objetivo de analisar sobre o tratamento dado à leitura por parte dos professores no 5o ano do ensino fundamental.


Palavras-chave


Leitura; Escola; Professor.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, B. P.; AZEVEDO, S. M.; SILVA, R. B.; SILVA, C. A.; CURTY, L. E. S. O despertar do gosto pela leitura: uma biblioteca com saber e sabor. Revista Conexão, Ponta Grossa, vol. 11, n. 2, p. 206-217, Maio/Agosto 2015.

BAMBERGER, Richard. Como incentivar o hábito de leitura. Trad. Octávio Mendes Cajado. 3 ed. São Paulo: Ática, 1987.

BRASIL. Lei nº 12.244, de 24 de maio de 2010. Dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do país. Brasília: Congresso Nacional, 2010.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa. Brasília: 1997, 144p.

COELHO, N. N. Literatura e leitura em tempos de internet. Via Atlântica, São Paulo, n. 14, p. 75-80, Dez./2008.

FOUCAMBERT, Jean. A leitura em questão. Porto Alegre: Artmed, 1994.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1989.

HEATHINGTON, B. S. Afeto versus habilidades: escolha para professores. In: CRAMER, E. H.; CASTLE, M (Orgs.). Incentivando o Amor pela Leitura. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 221-231.

JOHNS, J. L.; VANLEIRSBURG, P. Incentivando o Hábito da Leitura: Considera-ções e Estratégias. In: CRAMER, E. H.; CASTLE, M (Orgs.). Incentivando o Amor pela Leitura. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 105-119.

KRAMER, Sônia. Leitura e escrita como experiência-notas sobre o seu papel na formação. In: ZACCUR, E. (Org.). A magia da Linguagem. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

LOBATO, J. B. M. A onda verde. São Paulo: Brasiliense, 1969.

MIKULECKY, L. A necessidade de literatos afetivos. In: CRAMER, E. H.; CAS-TLE, M. (Orgs.). Incentivando o Amor pela Leitura. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 273-278.

SOARES, M. Linguagem e Escola: Uma perspectiva social. São Paulo: Ática, 2002.

SOARES, M. O livro didático e a escolarização da leitura: depoimento. [07 de outu-bro, 2002]. Rio de Janeiro: Salto para o Futuro (revista eletrônica). Disponível em: Acesso em: 20 de fev. de 2015.

SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. São Paulo: Contexto, 2005.

SOUZA, C. H. M.; GOMES, M. L. M. Educação e Ciberespaço. 1ª. ed. Brasília: Usina das Letras, 2008.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo, Martins fontes, 1998.

ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. São Paulo: Global, 2003.

ZILBERMAN, Regina. O papel da literatura na escola. Via Atlântica, São Paulo, n.14, dez/2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.22409/cadletrasuff.2016n53a205

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN (online) 2447-4207
ISSN (impresso) 1413-053X


Indexado em:

Periódicos Capes    Diadorim Sumarios.org   Sumarios.org Livre Latindex MLA DOAJ


Licença Creative Commons
O periódico Cadernos de Letras da UFF utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).